banner 2017 b

Eventos

A imagem pode conter: 4 pessoas, texto

A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo

A prefeitura municipal e a secretaria de agricultura do município de Santo André juntamente com a defesa agropecuária do estado da Paraíba comunicam aos criadores de bovinos deste município que o calendário para 2ª etapa da vacinação contra febre aftosa ano 2017 terá início na data de 13/11/2017 (segunda) com a seguinte programação:

DATA COMUNIDADE

13/11/17 – Segunda-feira
ILHA GRANDE E RIACHO DOS ANGICOS
A PARTIR DAS 7:00 HORAS.

14/11/2017 - Terça-feira
LAGOA DE BAIXO E BARROCA FUNDA
A PARTIR DAS 7:00 HORAS.

15/11/2017 Quarta-feira
LAGOA DE CIMA
A PARTIR DAS 7:00 HORAS.

16/11/2015 Quinta-feira
GINETE E BOA VISTA
A PARTIR DAS 7:00 HORAS.

18/11/2017 Sábado
CASA NOVA E PAÚ-CAIDO
A PARTIR DAS 7:00 HORAS.

20/11/2017 Segunda-feira
PIPA E ALTO DO BALANÇO
A PARTIR DAS 7:00 HORAS.

21/11/17 – Terça-feira
CAMPOS E CURIMATÃNS
A PARTIR DAS 7:00 HORAS.

22/11/17 – Quarta-feira
BADALO E PINHÕES
A PARTIR DAS 7:00 HORAS.

23/11/17 – Quinta-feira
OITIZEIRO E MUCUITÚ
A PARTIR DAS 7:00 HORAS.

25/11/17 – Sábado
MALHADA ALEGRE
A PARTIR DAS 7:00 HORAS.

27/11/17 – Segunda-feira
MALHADA VERMELHA
A PARTIR DAS 7:00 HORAS.

28/11/17 – Terça-feira
SITIO NOVO E ROÇADO DO MATO
A PARTIR DAS 7:00 HORAS.

29/11/17 – Quarta-feira
SÃO FÉLIX, RAMADA E ESQUIZITO
A PARTIR DAS 7:00 HORAS.

30/11/2017 – Quinta-feira
SITIO SANTO ANDRÉ, ZONA URBANA E CARAÇA
A PARTIR DAS 7:00 HORAS.

Comunicamos aos criadores que prendam os animais, pois se os mesmos não estiverem presos o vacinador não retornará. Após a vacina realizada terá um prazo de uma semana para comparecer a secretaria para realizar a atualização cadastral.

Conforme as datas subsequentes: (observação: só será feita a declaração nas seguintes datas).

SEXTA FEIRA 17/11/2017
SEXTA FEIRA 24/11/2017
SEXTA FEIRA 01/12/2017
SEXTA FEIRA 08/12/2017
SEXTA FEIRA 15/12/2017

Secom
Portal Santo André em Foco

Monumentos são iluminados em apoio à campanha Novembro Azul para chamar a atenção dos homens sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata (Valter Campanato/Agência Brasil)O câncer de próstata é o foco de mais uma edição da campanha Novembro Azul, organizada pela Sociedade Brasileira de Urologia. O câncer de próstata, tipo mais comum entre os homens, é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. Somente entre 2016 e 2017, 61,2 mil novos casos foram estimados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Com o intuito de estimular a população masculina a superar a vergonha em relação ao assunto e cuidar da saúde, a campanha realiza diversas ações ao longo do mês. Em São Paulo, a programação, que começa na segunda-feira (5) e vai até dia 23, inclui mutirões para esclarecer dúvidas, uma caminhada e palestras. Em Brasília, será realizado na Câmara dos Deputados o X Fórum de Saúde do Homem, no dia 21. Por ocasião da campanha, como em anos anteriores, o Congresso Nacional e o Cristo Redentor serão iluminados de azul.

Os aspectos culturais, como o machismo, têm impacto no diagnóstico e controle da doença, muitas vezes associada com a perda da virilidade. Como consequência, há o isolamento e a baixa autoestima do paciente que, não raro, tem dificuldade para buscar ajuda e médica e durante o tratamento precisa se afastar das atividades laborais.

“A gente não consegue conversar porque as pessoas mudam de assunto rapidinho. De cara, a pessoa quer saber da vida sexual, não quer saber se você passa mal, se desmaia. Você fica meio invisível. Meu irmão mesmo disse: ‘Você é um câncer mais ou menos’, porque imagina-se que você tem que fazer aquela cara de dor, ou então, não considera que você tem câncer”, desabafa o assistente administrativo Liomardes Lino, que já passou por uma cirurgia para tratar a doença teve uma recidiva no ano passado, que o levou à radioterapia.

De acordo com dados do Inca, a cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos. Considerado novo para desenvolver a doença, Lino foi diagnosticado com o câncer de próstata aos 48 anos, em 2014. Foi por insistência de sua esposa que fez o exame chamado Antígeno Prostático Específico (PSD), que acusava um alto grau de anormalidade dos níveis esperados da proteína produzida pela próstata.

Exames de toque

Para o urologista Mário Fernandes Chammas Jr, a cultura machista da América Latina é um fator que atrapalha a detecção e, portanto, o tratamento da doença. Ele assegura que o exame de toque retal é simples e rápido, com duração de 5 a 10 segundos, e defende as consultas regulares ao médico. “Muitas vezes, o paciente acaba falando: ‘Era só isso?’. E perde o medo inicial.”

Além do tabu em relação ao exame, outro aspecto relevante é o fato de que a maioria de casos é assintomática. “É diferente de outros tipos de câncer, em que aparece algo no seu corpo, algo que provoca medo e te faz ir ao médico. Em larga maioria, só há sintoma quando já está muito avançado. Cabe ao médico procurar antes que chegue a esse ponto”, afirma.

Rede de apoio

Liomardes Lino participa atualmente de um grupo de homens que passaram ou passam pelo tratamento e trocam experiências por meio do aplicativo Whatsapp. Desse encontro, surgiu também a página Eu tive câncer de próstata, no Facebook, criada pelo representante de medicamentos Fernando César de Toledo Maia. Também diagnosticado com câncer de próstata, ele conta que se sentia isolado e lamentava não encontrar um canal de troca de experiências. "Senti necessidade de fazer porque não tive onde me apoiar, eu não conhecia histórias. A única história que ouvia era: 'você vai ficar impotente, incontinente’”, conta Maia.

Na opinião dele, o governo deveria realizar campanhas de impacto, como as que conseguiram reduzir o número de fumantes no país, para chamar atenção para a importância e a gravidade do tema. “A campanha deve comunicar a possibilidade de metástase [quando o câncer se espalha por outros órgãos]”, opina.

Ele relata que, mesmo no grupo, a preocupação principal dos integrantes é quanto aos possíveis efeitos colaterais do tratamento e que nenhum deles faz acompanhamento psicológico, embora muitos estejam enfrentando problemas com a família e depressão. “Eles não acreditam que a psicoterapia traria um retorno a esses problemas [sexuais]. Conheço um médico que havia casado com uma pessoa mais nova e que não quis se tratar porque achou que ia perder a virilidade”, diz.

Mário Fernandes Chammas Jr. esclarece que não é o câncer que leva a uma possível impotência sexual, mas sim o tratamento. “Nos tratamentos mais comuns no Brasil, a radioterapia e a cirurgia, quando você ataca a próstata, machuca os tecidos em volta dela, incluindo o nervo responsável pela ereção.”

Ele acrescenta que boa parte dos pacientes recupera a função, havendo a opção de aplicar medicamentos diretamente no pênis e, em último caso, utilizar uma prótese peniana. Em todos os casos, o urologista é o profissional médico qualificado para prescrever o método mais indicado.

Sintomas e prevenção

O médico explica também que o tipo mais comum de câncer de próstata é o adenocarcinoma. Na fase inicial da doença, são comumente identificados sangue na urina, dificuldade em urinar, diminuição do jato de urina e aumento da frequência ao banheiro.

Para investigar o câncer de próstata são feitos dois exames: o de toque retal, que avalia o tamanho, a forma e a textura da próstata, e o Antígeno Prostático Específico (PSD). Para confirmar uma suspeita sinalizada pelos dois testes, é feita uma biópsia, que consiste em analisar pequenos pedaços da glândula. A função da próstata é a produção de um líquido que compõe parte do sêmen, que nutre e protege os espermatozóides.

Homens cujo pai ou irmão tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos têm maior chance de também desenvolvê-lo. Outros fatores de risco são sobrepeso e tabagismo. Praticar atividades físicas e manter uma alimentação saudável são formas de prevenir a doença.

Quando se manifesta da forma menos agressiva dos três níveis existentes, o paciente deve frequentar o médico a cada três meses e seguir uma rotina de exames laboratoriais, protocolo estabelecido por especialistas há cerca de dez anos.

Direitos do paciente com câncer

Os pacientes com câncer têm direito a receber auxílio-doença – se for afastado do trabalho por mais de 15 dias – e o saque do Programa de Integração Social e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/Pasep). Quem é atendido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) pode solicitar ainda o benefício chamado Tratamento Fora de Domicílio (TFD), valor que cobre despesas como transporte aéreo, terrestre e fluvial, diárias para alimentação e pernoite. No caso do TFD, a liberação depende da disponibilidade orçamentária do município ou estado. Alguns estados, como o Rio de Janeiro, asseguram ainda a gratuidade de ônibus intermunicipais, trem, metrô e barca. A lista dos completa dos direitos do paciente está disponível no site do Inca.

Agência Brasil
Portal Santo André em Foco

Segunda, 02 Outubro 2017 12:10

Outubro Rosa: ENTRE DE PEITO NESTA LUTA

A imagem pode conter: flor e textoUm homem atraente, de meia idade, entrou num bar e sentou-se. Antes de fazer o pedido apercebeu-se que um grupo de homens mais jovens, que bebiam numa mesa perto da sua, riam dele com exuberância.

Só quando se lembrou da pequena fita rosa, que levava na lapela do casaco, entendeu o motivo de tanta risada!

O homem não deu qualquer importância, mas os insistentes risos começaram a incomodá-lo. Olhou um deles diretamente, nos olhos, levou o dedo à lapela e apontou a fita: “Isto”? Com o gesto todos soltaram gargalhadas.

O homem ao qual dirigiu o olhar disse-lhe: “Desculpe amigo, só estamos a comentar como está bonito com essa fitinha rosa no seu casaco azul”.

Com toda a calma, o homem fez um gesto ao gozador convidando-o a aproximar-se e sentar-se com ele à mesa. Ainda que bastante incomodado o jovem aproximou-se e sentou-se. O mais idoso com voz calma disse-lhe: - “Uso esta fita para chamar atenção sobre Câncer da Mama”

“E uso a fitinha em honra da minha Mãe”. – “Sinto muito, amigo, Ela morreu de câncer da mama?” – “Não. Ela está ótima. Mas os seus seios alimentaram-me quando eu era bebê e foram sempre um abrigo quando tinha medo ou me sentia só. Estou muito grato aos seios da minha mãe e à sua saúde, também”. - "Entendo", respondeu o outro pouco convencido...

“Também uso esta fita para homenagear a minha mulher”, continuou o homem. - “E ela também está bem?” - “Claro que sim. Seus seios foram fonte de amor, para ambos. Com eles alimentou a nossa bela filha de 23 anos. Estou muito grato pelos seios da minha mulher e pela sua saúde”.

“Já sei. Suponho que também usa a fita para homenagear a sua filha”. “Não. É muito tarde para isso. Minha filha morreu de câncer da mama, há um mês. Ela pensou que era muito jovem para contrair câncer. Assim quando acidentalmente notou uma pequena protuberância, ignorou-a. Pensava ela que não incomodando e não doendo... Não havia com que se preocupar”.

Comovido e envergonhado o mais jovem disse: “Sinto muito, senhor”. - Portanto, também em memória de minha filha uso esta fitinha rosa com muito orgulho. Isto dá-me oportunidade de falar com outros. Quando voltar para sua casa fale com a sua esposa, sua mãe, suas irmãs, suas amigas. “Tome!” O homem buscou no bolso e entregou ao outro uma pequena fita cor-de-rosa. Este pegou, olhou-a, lentamente levantou a cabeça e disse: “Ajuda-me a colocá-la?”.

Incentive as mulheres de quem gosta a visitar regularmente o médico.

M. Silvestre
HUMORDATRETA

A prefeita Silvana Marinho juntamente com seus secretários se reuniram na última segunda-feira (21) para definir como seriam realizadas as reuniões do Orçamento Participativo Municipal, e ficou definido que as reuniões acontecerão em cinco polos, sendo: Malhada Vermelha, Malhada Alegre, Lagoa, Pau Caído e na sede do município.

No entanto, as datas para realização das reuniões só foram anunciadas nesta quinta-feira (31) completando o cronograma para realização das reuniões participativas, que visa discutir com a população as melhores formas de investir os recursos do município.

O cronograma ficou da seguinte forma:

  • Dia 11 – Malhada Vermelha e comunidades vizinhas
  • Dia 12 – Malhada Alegre e comunidades vizinhas
  • Dia 18 – Lagoa e comunidades vizinhas
  • Dia 19 – Pau Caído e comunidades vizinhas
  • Dia 25 – Sede do Município

O Orçamento Participativo é acima de tudo um momento democrático que inclui o povo na administração do município.

Redação
Portal Santo André em Foco

A Capital do Mel, São José dos Cordeiros, será palco para mais uma edição do Festival do Mel. Com programação técnica e de shows, o evento é um dos maiores da Paraíba e deverá aquecer a economia local mesmo em meio a profunda crise financeira que enfrenta o País.

A grade de shows do 9º Festival do Mel foi definida e contará com apresentações musicais nos dias 22, 23 e 24 de setembro. O destaque do primeiro dia ficará a cargo do concurso Garota do Mel, que elegerá a garota mais bela da cidade em um badalado desfile. Logo em seguida Zé Dapaz do Acordeon animará o público presente.

No sábado, as atrações que animarão o palco principal serão: Bob Léo Mercadoria, Santanna O Cantador e Forró Gente Boa. No domingo, a festa ficará por conta de Mano Walter, Wallas Arraes e Karas do Forró.

Segundo o prefeito Jefferson Roberto, a programação técnica será também muito rica em temas e palestrantes. Grupos de universitários e apicultores de todo a Paraíba e até de vizinhos estados se farão presentes.

Veja a programação completa do 9º Festival do Mel:

Dia 22 – SEXTA-FEIRA

  • 19:00 – Solenidade de Abertura;
  • 19:30 – Concurso da Garota do Mel
  • Show com Zé Dapaz do Acordeon

Dia 23 – SÁBADO

  • 8:00 – Credenciamento;
  • 9:00 – Palestra: Profissionalização da Apicultura no Brasil;
  • Palestrante: José Soares de Aragão Brito – Presidente da Confederação Brasileira de Apicultura.
  • 10:00 – Palestra: Manejo avançado para a alta produção visando a profissionalização do setor;
  • Palestrante: Gustavo Nadeu Bijos – Médico Veterinário / SENAR-MS.
  • 11:30 – Visita Técnica ao Apiário;
  • 12:00 – Almoço;
  • 14:00 – Palestra: Meliponicultura no Semiário – A Jandaira como propulsora de uma atividade sustentável;
  • Palestrante: Victor Hugo Pedraça Dias – Eng. Agrônomo / EMATER-RN.
  • 15:30 – Palestra: Empoderamento Feminino na Apicultura;
  • Palestrante: Prof.ª Luciene Xavier de Mesquita Carvalho / IFRN Pau dos Ferros.
  • 16:30 – Plenária da FEAMEPB – Federação de Apicultura e Meliponicultura da Paraíba;
  • Moderador: Leon Denis Batista do Carmo – Presidente da FEAMEPB.
  • 17:30 – Apresentação de Trabalhos Científicos;
  • 22hrs – Shows com Bob Léo Mercadoria, Santanna O Cantador e Forró Gente Boa.

Dia 24 – DOMINGO

  • Oficinas 1 e 2 de 10:00h as 11:00h e de 11:00h as 12:00
  • Oficina 1: Novas Técnicas para Alimentação artificial de abelhas;
  • Instrutor: Leon Denis Batista do Carmo – EMEPA PB / SENAR PB / FEAMEPB.
  • Oficina 2: Passo a Passo para a criação de Abelhas sem ferrão no Semiárido;
  • Instrutor: Josenildo Querino Dias – Zootecnista / Consultor SEBRAE-PB.
  • 21hs – Mano Walter, Wallas Arraes e Karas do Forró

De Olho no Cariri
Portal Santo André em Foco

Na noite desta terça-feira,25, a organização do Festival do Mel, divulgou as datas que irá ocorrer o evento.

Em sua 9ª edição o Festival do Mel ocorrerá nos dias 22,23 e 24 de setembro.O Festival do Mel é um dos maiores eventos temáticos da Paraíba e o maior no segmento da apicultura do Nordeste.

CARIRI EM AÇÃO
Portal Santo André em Foco

Em sua 18ª edição, o Bode na Rua este ano será realizada nos dias 28, 29 e 30 de julho e contará com grandes atrações, além de vários atrativos turísticos. Entre as bandas que animarão o evento estão Gabriel Diniz, Solteirões do Forró, Jorge de Altinho e a dupla sertaneja Luís Marcelo e Gabriel.

Segundo anunciou o prefeito Ronaldo Queiroz, o Bode na Rua este ano contará com algumas novidades, a exemplo do I Festival de Trios de Forró Pé de Serra e o ônibus do forró. O Festival de Trios Forró Pé de Serra começará já neste mês de junho com a primeira eliminatória, passará por uma segunda fase eliminatória e no dia 28 de julho, na abertura do Bode na Rua, os três melhores trios serão eleitos em praça pública e com premiação que vai de instrumentos como sanfona, zabumba e triângulo mais troféu para o primeiro colocado, até premiação em dinheiro e troféus para os demais.

O ônibus do forró foi uma ideia do prefeito Ronaldo Queiroz para incrementar o turismo ecológico e regional durante os dias de Bode na Rua. Os turistas farão um passeio de ônibus para a Pedra da Tartaruga …. e lá poderão desfrutar das belezas naturais do Cariri e dos produtos derivados do bode.

Ronaldo Queiroz destacou que em tempos de crise foi necessário reinventar ainda mais a festa, com criatividade e planejamento, a fim de que o evento consiga ter a mesma dimensão, com menos gastos e mais investimentos para o município. “Vamos incrementar a economia local com a vinda de milhares de turistas, parcerias com o Banco do Nordeste e Governo do Estado e neste sentido o Bode na Rua será um sucesso desde a sua vasta programação técnica até seus eventos e atrativos”, pontuou.

Veja a programação do palco principal:

Sexta (28 de Julho): Miss Bode na Rua 2017 e 1° Festival de Trios de Forró Pé de Serra

Sábado (29 de Julho): Jorge de Altinho e Luís Marcelo e Gabriel

Domingo (30 de Julho): Solteirões do Forró e Gabriel Diniz

Veja as atrações do Palco do Bode

Moleka Safada, Leon Lima Forró da Ligação, Forró Trakino, Humberto Guedes, Massilon Gonzaga, Forró Feitiço e Jota Gomes e várias outras.

Confira programação completa:

Nenhum texto alternativo automático disponível.

 

com De Olho no Cariri
Portal Santo André em Foco

Página 1 de 2