banner 2017 b

Esporte

Mega-Sena pode pagar R$ 30 milhões nesta quinta (21) (Foto: Heloise Hamada/G1)O concurso 1.970 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 30 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) desta quinta-feira (21) em Guararema (SP).

Excepcionalmente, serão três concursos nesta semana, como parte da "Mega Semana da Primavera". O primeiro se deu na terça (19); o último será no sábado (23). Normalmente, os sorteios ocorrem às quartas e sábados.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

G1
Portal Santo André em Foco

Lucas Barrios deixou sua marca contra o BotafogoA belíssima caminhada do Botafogo na Libertadores chegou ao fim, e o sonho gremista continua intacto. No duelo entre duas das equipes brasileiras que mais encantam neste ano, o time gaúcho despachou os cariocas por 1 a 0 em sua arena, nesta quarta-feira, e se classificou à semifinal.

Depois de um empate sem gols no Rio de Janeiro e um jogo muito agitado em Porto Alegre, o único gol dos 180 minutos saiu da cabeça de Lucas Barrios, após cobrança de falta de Edílson. Agora, o clube tricolor buscará seu terceiro título na competição sul-americana – os outros vieram em 1983 e 1995.

Já os alvinegros, que tentavam a primeira final e primeiro título da Libertadores, veem a campanha fantástica chegar ao fim. Depois de eliminar Colo Colo e Olímpia – times que já ganharam o torneio – na fase preliminar, o Botafogo deixou para trás o Estudiantes e o Atlético Nacional, outros campeões, no estágio de grupos. Nas oitavas, o Nacional, outra equipe que já ergueu a taça mais cobiçada da América do Sul, foi vítima do time da Estrela Solitária.

Pela semifinal, o adversário dos comandados de Renato Gaúcho será o Barcelona-EQU, que eliminou o Santos nesta quarta-feira.

Agora, Grêmio e Botafogo voltarão a campo no domingo em compromissos pelo Campeonato Brasileiro. O time gaúcho visitará o Bahia na Fonte Nova, às 19h (de Brasília), enquanto que a equipe carioca irá ao Couto Pereira encarar o Coritiba, às 16h.

Em um primeiro intenso, os dois lados alternaram boas chances e proporcionaram um jogo vistoso. Aos 5min, Cortez finalizou para fora. A resposta veio aos 9min, com uma conclusão de calcanhar que Marcelo Grohe defendeu. No rebote, Igor Rabello foi travado.

Aos 21min, Barrios desviou uma cobrança de lateral, e Fernandinho concluiu no travessão. O lance precederia um bom momento do Botafogo. Aos 23min, Pimpão aproveitou-se de vacilo feio de Kannemann e parou em Grohe. No minuto seguinte, Bruno Silva arriscou e acertou na trave. Já aos 33min, Grohe saltou para fazer bela intervenção em chute forte de Victor Luis.

Melhor na segunda metade da etapa inicial, a equipe alvinegra ainda ligaria um contra-ataque aos 34min, mas Pedro Geromel apareceu bem para cortar cruzamento de Pimpão para Roger. Oito minutos depois, Fernandinho arriscou de longe e mandou à direita do alvo. Na sequência, Arnaldo recebeu de Bruno Silva, cruzou rasteiro, e João Paulo furou, perdendo grande oportunidade.

Apesar de 45 minutos bastante agitados, o placar iria zerado para o intervalo.

Na volta para o segundo tempo, o time gaúcho assustaria mais e quase marcou logo com um minuto. Michel aproveitou cobrança de falta de Fernandinho e cabeceou para excelente defesa de Gatito. Aos 10min, Lucas Barrios cabeceou sobre o alvo em cobrança de escanteio. No próximo cabeceio do atacante, porém, a bola encontraria a rede. Aos 17min, Edílson cobrou falta da direita, o argentino/paraguaio ganhou da marcação de Matheus Fernandes e concluiu para o fundo do alvo.

Animado, o time da casa quase ampliou a vantagem aos 28min. Kannemann cabeceou depois de cobrança de escanteio, a bola desviou em Arthur e Gatito fez grande defesa. Apesar da grande chance perdida, o lance não faria falta, já que os visitantes não conseguiriam ameaçar tanto a classificação do adversário até o apito final.

Um gol seria o suficiente para decidir um confronto tão equilibrado e que talvez merecesse algo mais do que as quartas de final. Fim da linha para o Botafogo, festa na Arena do Grêmio. O sonho do terceiro título da Libertadores ficou ainda mais vivo.

ESPN
Portal Santo André em Foco

Jogadores do Santos discutem com o árbitro, na Vila BelmiroAcabou a invencibilidade do Santos na Copa Libertadores e também chegou ao fim a trajetória do clube na competição. Na noite desta quarta-feira, o time alvinegro foi derrotado pelo Barcelona, do Equador, por 1 a 0, em plena Vila Belmiro, no jogo de volta das quartas de final.

O Santos estava invicto até então no torneio e tinha uma boa vantagem após ter empatado por 1 a 1, no Equador. Bastava um zero a zero para avançar, mas um vacilo no segundo tempo e uma atuação ruim acabaram com o sonho da equipe de buscar o tetra da Libertadores.

O Barcelona vai jogar contra o Grêmio na semifinal. O time equatoriano, que já foi duas vezes vice-campeão, estará pela nona vez nesta fase do torneio. Vale lembrar que o time de Guayaquil ganhou do Botafogo no Rio de Janeiro, na fase de grupos, e eliminou o Palmeiras, no Allianz Parque, nas oitavas.

As quartas de final devem ocorrer nos dias 24 de outubro e 2 de novembro.

O tento da partida foi aos 22 minutos do segundo tempo. No lance, o lateral Castillo mandou bola para a área na direção de Jonatan Álvez, que desviou de cabeça o suficiente para evitar Vanderlei e marcar o gol do Barcelona.

A finalização que resultou no gol foi a 17ª da equipe na partida. Prova de que sempre buscou o gol.

Pouco tempo depois do gol, o time visitante ainda perdeu um jogador expulso. Álvez, que já tinha recebido amarelo por tirar a camisa na comemoração, acertou o cotovelo no rosto de Alison e recebeu o cartão vermelho, aos 24. De nada adiantou reclamar.

Aos 41 minutos da etapa final cenas lamentáveis. Após uma discussão, o atacante Bruno Henrique cuspiu no rosto de Gabriel Marques. O volante revidou com um tapa no rosto do santista. Ambos foram expulsos.

Os jogadores do Santos deixaram a Vila Belmiro reclamando do árbitro, do tempo dado de acréscimo, da catimba rival. Mas não conseguiram explicar a eliminação em casa, mesmo tendo a vantagem para empatar sem gols.

Sem Lucas Lima ficou difícil para o Santos. Apesar de ter treinado a semana inteira antes do jogo com Jean Mota, o técnico Levir Culpi surpreendeu ao escalar Leandro Donizete na vaga aberta no meio de campo. O volante deu mais proteção para a defesa, mas o lado ofensivo santista sentiu.

Vecchio, Copete, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira até tentaram, mas faltava mais um meia para ajudar na organização das jogadas.

O que se viu foi um time sem tanta velocidade, sem tanta força no ataque e que foi até pior do que o Barcelona. A equipe equatoriana não se intimidou por jogar na Vila Belmiro e foi para cima da equipe da casa, em busca do gol que poderia classificá-la.

Levir Culpi tentou corrigir a falha em sua escalação aos 9 minutos do segundo tempo, quando colocou Jean Mota no lugar de Vecchio.

Já estava difícil. O Barcelona pressionava, acuava e, ao mesmo tempo, protegia-se bem na defesa.

Ao marcar o gol aos 22, o time equatoriano colocou pressão extra nos santistas. Os erros e o nervosismo ficaram bem evidentes nos minutos que se seguiram.

O Santos venceu cinco partidas, empatou três e perdeu apenas uma. Fez 16 gols e sofreu oito.

Na fase de grupos passou por The Strongest, da Bolívia, Santa Fe, da Colômbia, e Sporting Cristal, do Peru, com três vitórias e três empates. Nas oitavas, eliminou o Atlético-PR com duas vitórias: 3 a 2 e 1 a 0.

O Santos volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro, competição que sobrou em 2017. Terceiro colocado, com 41 pontos, a 12 pontos do líder Corinthians, o time a

ESPN
Portal Santo André em Foco

Flamenguistas comemoram o gol de Juan contra a ChapecoenseDepois de um empate sem gols na Arena Condá na ida, o segundo jogo das oitavas de final entre Flamengo e Chapecoense foi completamente diferente. O time carioca, contando com formação titular, dominou na Ilha do Urubu e venceu com autoridade nesta quarta-feira: 4 a 0. Cuéllar, Willian Arão, Juan e Lucas Paquetá fizeram os gols da classificação rubro-negra.

Agora, os comandados de Reinaldo Rueda enfrentarão pela próxima fase da Sul-Americana o time que passar do duelo entre Fluminense e LDU, que se encaram nesta quinta. Os brasileiros ganharam na ida por 1 a 0, em casa.

Caso a equipe tricolor avance, o Fla-Flu será reeditado após oito anos na competição. Em 2009, o Flu, que viria a ser o vice-campeão, eliminou o rival por conta do gol fora após empates por 0 a 0 e 1 a 1.

Flamengo e Chapecoense voltarão a campo já no fim de semana pelo Campeonato Brasileiro. O time rubro-negro enfrentará o Avaí na Ilha do Urubu, no sábado, às 19h (de Brasília). Um dia depois, a equipe catarinense receberá a Ponte Preta na Arena Condá, às 16h.

Os mandantes começaram com tudo e abriram o placar logo aos 6min. Guerrero, adiantado, foi lançado por Trauco, mas Douglas Grolli resvalou de cabeça e tirou o impedimento. O peruano tentou escapar de Jandrei, e a bola sobrou para Cuéllar, que estufou a rede. O assistente até levantou a bandeira, mas o árbitro percebeu o desvio do zagueiro e validou o lance.

Oito minutos mais tarde, nova polêmica – só que com erro do juiz. Berrío foi acionado por Willian Arão, e Jandrei tirou com a mão, só que fora da área, mas nada foi marcado.

A Chapecoense até tentou responder aos 18min, quando Diego Alves fez boa defesa em conclusão de Penilla, que escapou da marcação de Pará. Porém, os cariocas seriam precisos e aumentariam a vantagem três minutos mais tarde. Guerrero recebeu de Éverton Ribeiro, dominou bem, girou para cima de Douglas Grolli e cruzou para Willian Arão marcar.

O Flamengo assustaria novamente aos 35min, com Guerrero dominando no peito após cobrança de falta de Éverton Rbeiro e concluindo sobre o alvo. Nove minutos mais tarde, Penilla foi acionado por Arhur Caíke e parou em boa intervenção de Diego Alves.

Na volta do intervalo, depois de conclusões para fora de Guerrero e Penilla, o time da casa acabaria com qualquer esperança do adversário aos 17min. Guerrero cabeceou após cobrança de falta de Pará, e Jandrei defendeu. No rebote, Juan completou para o alvo.

Com os visitantes completamente abatidos, os cariocas seguiram dominando a partida. A vantagem poderia ter sido ampliada com uma penalidade, mas o árbitro não marcou a infração quando Pará foi derrubado na área aos 38min. Mas o quarto gol viria. Aos 43min, Lucas Paquetá recebeu excelente passe de Éverton Ribeiro para só tirar de Jandrei e transformar a vitória em goleada.

ESPN
Portal Santo André em Foco

Rodriguinho foi expulso com apenas três minutos em campoO Corinthians não conseguiu furar a marcação do Racing-ARG na noite desta quarta-feira. Com o empate em 0 a 0 na Argentina, o Racing assegurou a vaga para as quartas de final da Copa Sul-Americana. A igualdade em 1 a 1 em Itaquera na última semana foi determinante para a classificação dos argentinos para a próxima etapa.

Racing e Corinthians fizeram um jogo bem parelho nesta quarta-feira, com poucas oportunidades de gol. Mas o time de Fábio Carille sofreu um forte baque aos 21 minutos do segundo tempo. Rodriguinho levantou demais o pé, acertou González e recebeu o cartão vermelho de forma direta. O corintiano tinha entrado em campo apenas dois minutos antes, quando substituiu Jadson, bastante apagado na partida. No final do confronto, Jô foi outro que recebeu o cartão vermelho, deixando os paulistas com dois homens a menos.

Nas quartas de final da Copa Sul-Americana, o Racing vai enfrentar o Libertad-PAR, que eliminou o Independiente Santa Fé-COL. Já o Corinthians voltará o seu foco totalmente para a disputa do Campeonato Brasileiro. O líder da competição joga no domingo, contra o São Paulo, no Morumbi, às 11 horas, pela 25ª rodada.

Precisando marcar gols para sobreviver na Copa Sul-Americana, o Corinthians tomou a iniciativa de atacar o Racing já nos primeiros minutos. Do outro lado, o time argentino não se incomodava em deixar a bola com o adversário, criando um congestionamento com a sua linha de cinco defensores.

Assim, mesmo com quase 80% de posse de bola, o Corinthians não tinha criatividade suficiente para se desvencilhar da forte marcação argentina. As laterais do campo apareciam como alternativa para a equipe de Fábio Carille, mas Marciel recebia pouco apoio de Marquinhos Gabriel na esquerda e Romero brigava mais do que fazia triangulações com Fagner na direita.

Irmão gêmeo de um antigo destaque do Racing, o meia Óscar Romero, o atacante paraguaio era o corintiano mais caçado no Cilindro. Chegou a ter o seu meião rasgado em uma dividida. Irritadiço, também cometeu algumas faltas mais duras, estranhando-se com o atacante Lisandro López, que tem uma passagem pelo Internacional no currículo.

Foi o outro atacante do Racing, o autor do gol do time argentino no jogo de ida, que teve a melhor oportunidade do primeiro tempo. Aos 35 minutos, aproveitando um lançamento de Lisandro López, Triverio se livrou bem de Pablo dentro da área, mas acabou travado pelo zagueiro na hora da finalização.

Para não correr novos riscos no segundo tempo e ser mais agressivo, o Corinthians tomou a iniciativa de começar a conversar já no gramado, ao término do primeiro tempo. Voltou do vestiário para lá sem substituições, mas com Marquinhos Gabriel na ponta direita e Romero na esquerda.

A mudança não tornou o Corinthians mais envolvente. Para piorar, o time brasileiro errava muitos passes, contribuindo com a estratégia do Racing de fazer o tempo passar. A equipe argentina girava a bola em seu campo de defesa e, mesmo quando tinha espaços, evitava acelerar o jogo em direção ao ataque.

Carille, então, entrou em ação. Sacou Jadson para a entrada de Rodriguinho, um dos seus titulares preservados por desgaste físico. O meia nem sequer suou. Aos 20 minutos, três depois da substituição, ele ergueu a sola do pé para acertar Pulpo González e foi punido com o cartão vermelho.

A expulsão foi comemorada pela torcida do Racing como um gol. E lamentada dessa mesma forma por Carille, que apostou no contestado Giovanni Augusto na vaga de Romero para reanimar o apático ataque do Corinthians. A última ficha foi Kazim, substituto de Marciel.

Desorganizado, o Corinthians tentou compensar a sua ineficiência para criar jogadas de perigo à base da disposição. Não foi suficiente diante de um Racing frio e calculista. Nos acréscimos, em vez do gol, o time visitante acumulou mais um cartão vermelho – para Jô, que levou o segundo amarelo por falta em Solari.

ESPN
Portal Santo André em Foco

Lucca fez o gol da Ponte Preta contra o SportO Sport perdeu para a Ponte Preta nesta quarta-feira, no estádio Moisés Lucarelli, por 1 a 0, mas se classificou para as quartas de final da Copa Sul-Americana. Lucca, atacante que tem contrato com o Corinthians, mas está emprestado à Ponte Preta, marcou ainda no primeiro tempo, mas não foi o suficiente para garantir a classificação dos donos da casa.

Na partida de ida, na Ilha do Retiro, o time de Vanderlei Luxemburgo venceu por 3 a 1, o que garantiu a classificação, mesmo com o revés desta noite de quarta-feira.

Na primeira fase, o Sport venceu o Danubio (URU), por 3 a 0, em casa, mas depois sofreu com o mesmo placar no Uruguai e se classificou nos pênaltis. Na segunda fase, mais uma vitória na Ilha do Retiro, dessa vez por 2 a 0, contra o Arsenal de Sarandí (ARG) e derrota como visitante, por 2 a 1, com classificação.

Os dois times começaram o jogo tentando atacar, mas as finalizações estavam ruins, não deram trabalho aos goleiros.

Mas aos 16 minutos, após cobrança de falta de Renato Cajá, a bola desviou no meio do caminho, na marcação, e Lucca aproveitou a sobra dentro da área e abriu o placar para a Ponte Preta.

Aos 26 minutos, Lenis bateu forte, de fora da área, acertou a trave e quase empatou a partida para o Sport.

Mesmo com o susto, a Ponte Preta estava bem no jogo. Até que, aos 34 minutos, Nino Paraíba chegou atrasado no lance, deu um carrinho em Mena e foi expulso, prejudicando a tática da Ponte Petra para reverter o placar. Em seguida, Saraiva saiu e Jeferson entrou para tentar reorganizar o time da casa.

A partida seguiu sem grandes emoções na primeira etapa.

Na segunda etapa, quem criou mais foram os visitantes. Aos 36 minutos, Rogério cruzou na área e a bola passou na frente de André, mas saiu pelo outro lado da área. O camisa 90 do Sport se lamentou muito.

Três minutos depois, aos 39 da segunda etapa, André fez uma bela jogada pelo lado esquerdo do campo e tocou para Thomás, que chegou chutando forte de primeira. A bola desviou e foi para escanteio.

Nos acréscimos, aos 47 minutos, Léo Gamalho recebeu no meio da área e bateu forte. Magrão fez excelente defesa e salvou a classificação do Sport.

Com a vitória, o Sport pega o Junior Barranquilla, da Colômbia, que venceu o Cerro Porteño, do Paraguai.

Dos outros brasileiros que estão na competição, o Flamengo venceu a Chapecoense, nesta quarta-feira, por 4 a 0 e se classificou, mas espera o vencedor de LDU x Fluminense, nesta quinta-feira, às 19h15 (horário de Brasília), para conhecer seu adversário.

Enquanto o Corithians joga nesta quarta, às 21h45 (horário de Brasília) para tentar avançar na competição.

No Brasileirão, a Ponte Preta, que está na 15ª posição, apenas 1 ponto à frente do primeiro time na zona do rebaixamento, o São Paulo, visita a Chapecoense, domingo, às 16h (horário de Brasília), na Arena Condá.

O Sport, que está em 12º, com 29 pontos, recebe o Vasco na segunda-feira, às 20h (horário de Brasília), na Ilha do Retiro, para tentar se recuperar no campeonato, já que perdeu os últimos quatro jogos.

ESPN
Portal Santo André em Foco

Mega-Sena: ninguém acertou as seis dezenas nesta terça (Foto: Heloise Hamada/G1)Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.969 da Mega-Sena, realizado na noite desta terça-feira (19) em São Paulo.

Veja as dezenas sorteadas: 08 - 20 - 30 - 32 - 48 - 59.

A quina teve 20 acertadores, e cada um levará R$ 73.292,36. Outras 1.999 apostas ganharam a quadra, com R$ 1.047,55 para cada.

O próximo sorteio ocorre na quinta-feira (21) e pode pagar R$ 30 milhões.

Excepcionalmente, serão três concursos nesta semana, como parte da "Mega Semana da Primavera". Além do sorteio de terça e de quinta, haverá outro no sábado (23). Normalmente, os sorteios ocorrem às quartas e sábados.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

G1
Portal Santo André em Foco

Resultado de imagem para grêmio e botafogo libertadoresApós um empate em 0 a 0 de muita luta e cautela no Estádio Nilton Santos, Grêmio e Botafogo voltam a se enfrentar no "jogo do ano", válido pela volta das quartas de final da Libertadores, nesta quarta-feira, às 21h45, na Arena. Em condições de igualdade e com a disputa bem aberta, as duas equipes duelam não só para avançar à semifinal, mas para manter vivo o sonho de fazer história com um título continental e, assim, coroar a temporada.

O embate tem tudo para ser bem mais franco e menos estudado do que a partida da ida. Os estilos de jogo distintos das duas equipes, aliás, devem prevalecer ao longo dos 90 minutos. A tendência é de que o Grêmio, dono de um futebol de posse de bola e ofensividade, tente propor o jogo contra um Botafogo disciplinado e com muita marcação para buscar o contra-ataque. Após o empate sem gols no Rio, o Tricolor precisa vencer para avançar. O Glorioso se classifica com qualquer empate com gols marcados. Um novo 0 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

Após ver a distância ao líder Corinthians voltar a ser de 10 pontos no Brasileirão, o Grêmio dirige todas as suas energias para o sonhado tri da América. E com dois focos bem específicos, capazes de atrair todas as atenções nos últimos dias. O Tricolor trabalha pesado para garantir a recuperação de Pedro Geromel e Luan, baixas no jogo de ida, para esta quarta-feira. A amostra dos treinos indica o zagueiro como presença quase certa na decisão. O camisa 7, porém, apresenta estágio mais atrasado e segue o tratamento intensivo até a partida. Seu retorno – a confirmar – é vital para fomentar o setor de criação e reverter o retrospecto recente com gols marcados em apenas um dos últimos sete jogos.

Se o Grêmio tem problemas, o Botafogo terá força máxima - apenas quem está há muito tempo no departamento médico não estará à disposição. Cabe a Jair Ventura escolher seus titulares. O treinador, no entanto, faz mistério. Após cumprir suspensão no primeiro jogo, Victor Luis tem o retorno garantido. O meio de campo, no entanto, ainda é uma incógnita. Lindoso deve recuperar a posição. Nesse caso, Leo Valencia e João Paulo disputam uma vaga.

Globo Esporte
Portal Santo André em Foco

Vila Belmiro voltou a ser sinônimo de força para o Peixe (Foto: Marcos Ribolli)Após empatar em 1 a 1 no Equador, na última semana, Santos e Barcelona de Guayaquil voltam a se enfrentar pelas quartas de final da Libertadores nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro, e decidem seu destino na competição continental.

O Peixe, que perdeu a longa invencibilidade de 17 jogos contra o Botafogo pelo Brasileirão, mas continua sento o único time que não perdeu na Libertadores, já entra em campo com um resultado (0 a 0) que garante a classificação à semifinal por conta do gol marcado fora de casa.

O Barcelona, por sua vez, terá de se lançar ao jogo. A equipe equatoriana precisa de ao menos um gol (sem sofrer nenhum) para avançar à próxima fase. Se o resultado for o mesmo da primeira partida, a vaga será decidida nos pênaltis. Empates a partir de 2 a 2 classificam os visitantes.

Quem passar de fase enfrenta o vencedor de Grêmio e Botafogo, que também se enfrentam nesta quarta-feira, em Porto Alegre.

Sem Renato e Lucas Lima, lesionados, Levir escalará o Santos com dois meias de criação de origem: Vecchio, que fará a função de segundo volante, mas terá liberdade para sair para o jogo, e Jean Mota, que será responsável pela armação das jogadas. Outro possível desfalque é Victor Ferraz, que sentiu dores nas costas e na perna direita. Daniel Guedes deve ser o titular. Em contrapartida, o treinador contará com o retorno de Copete, desfalque no Equador. O colombiano volta ao time titular na vaga que Thiago Ribeiro ocupou nos dois últimos jogos.

O Barcelona vem à Vila Belmiro com um objetivo: atacar. A equipe precisa de no mínimo um gol para ter chances de avançar à semifinal. Para isso, Guillermo Almada escalará o mesmo time que mandou a campo na partida de ida, com laterais que sobem muito ao ataque e pontas rápidos, além de Jonatan Álvez, que fez o gol do time no Equador, de centroavante.

Globo Esporte
Portal Santo André em Foco

Página 1 de 59